3 dicas para saber se você pode permitir uma casa

1. Que a taxa não exceda 35% do que é identificado

Na maioria dos casos, aqueles que querem comprar uma casa precisa pedir um empréstimo ao banco para financiar a operação, um produto financeiro que não está ao alcance de toda a população. Em primeiro lugar, para obter um empréstimo deste tipo, é imprescindível perceber uma retribuição económica que permita pagar as mensalidades sem problemas e atender a outras despesas recorrentes.

Assim, segundo o Banco de Portugal, não se deve gastar mais de 35% do salário mensal a pagar as parcelas dos créditos. Por exemplo, se queremos pedir uma hipoteca em casal e contamos com uma renda conjuntos de 3.000 euros por mês, as mensalidades do produto não podem superar os 1.050 euros. Se fossem mais altas, correríamos o risco de acabar sobreendeudados.

Além disso, se a hipoteca que assinamos é a taxa variável, há que ser conscientes de que suas cotas podem encarecer se o euríbor sobe. Por isso, antes de contratar o produto, é aconselhável calcular quanto pagaríamos com vários valores para este índice, pois assim podemos saber se temos a capacidade econômica suficiente para o pagamento das mensalidades, em todos os casos.

2. Tenha economizado 35% do preço da casa

Outro aspecto que passam por alto muitos dos que se querem hipotecar é que os bancos, por regra geral, estão dispostos a financiar até 80 % do valor de avaliação ou compra e venda de casa (o menor dos dois). Por isso, teremos que contar com as economias suficientes para cobrir os 20% restantes do montante da nova moradia.

Além disso, a escrituración tanto da hipoteca, como a nova propriedade também tem um custo que deve cobrir, na maioria das vezes, o comprador. Em geral, estes custos de formalização somam o equivalente a entre 10 % e 15 % do valor da casa. Portanto, no total, devemos ter economizado cerca de 35 % do que custa o imóvel.

Imagine, por exemplo, que queremos comprar uma casa, que vale cerca de 150.000 euros. Neste caso, há que contar com fundos próprios, totalizando cerca de 52.500 euros: 30.000 euros para pagar a parte não financiada com a hipoteca do banco (20 %) e 22.500 euros para pagar as despesas de constituição do empréstimo e da escrituración da propriedade.

Imagem: Images Money

3. A estabilidade no emprego, imprescindível

E por último, se queremos contratar uma hipoteca para comprar uma casa, é indispensável desfrutar de uma situação de trabalho estável. Para um banco, isso significa, além de contar com bons rendimentos, ter um contrato de trabalho indeterminado, em período integral, e em uma empresa com boas perspectivas econômicas. Além disso, também exigem que tomemos alguns anos a desempenhar a actividade.

E o que acontece com os trabalhadores por conta própria? Nestes casos, devem demonstrar que recebem uma remuneração relativamente estável (e suficiente) e que seu negócio é solvente e tem um bom futuro. Para isso, terá que entregar vários documentos que o comprovam: as últimas declarações do IRS e do IVA, o faturamento anual, o certificado de vida, de trabalho, etc.

Neste ponto, além disso, a idade desempenha um papel fundamental. Por um lado, para os muito jovens, é possível que o banco considere que não contam com a antiguidade de trabalho suficiente e recuse o pedido. Em contrapartida, no caso de ter uma idade muito avançada, o prazo da hipoteca terá que ser curto, pois as entidades não concedem financiamento se ao vencer o contrato, o seu cliente tem mais de 75 ou 80 anos.

Tags:

bancos, hipotecas, mercado imobiliário

Área relacionada

E além disso…

Veja mais sobre a Compra de habitação

RSS. Segue informado

RSS sobrehipotecas

Ao postar um comentário você concorda com a política de proteção de dados

Os comentários de CONSUMER EROSKI são moderados para garantir um diálogo construtivo entre os usuários, por isso, não serão exibidos imediatamente.

Aqui explicamos o que critério seguimos para postar comentários. Aqueles usuários que não seguirem estas regras de cordialidade não terão as suas opiniões em nosso site:

  • Envie, por favor, comentários destinados a compartilhar opiniões em relação aos temas publicados em nosso portal.
  • Evita os insultos ou as desqualificações para fomentar um ambiente em que todos se sintam confortáveis e livres, em suma, um tom que favoreça a participação.
  • Ao comentar, procure não ser repetitivo. Neste sentido, não serão publicados comentários de usuários que utilizem outros perfis para incidir em um mesmo tópico.
  • Não use este canal para anunciar conteúdos comerciais.

Consumer Eroski não se responsabiliza pelas opiniões expressas por seus usuários.

Consumer Eroski é um produto informativo da Fundação Lusa. Qualquer comentário sobre a marca Lusa deve dirigir-se ao Atendimento ao Cliente da Lusa.

Encurtando a vida útil de uma década

O tabaco está associado a 65% de todas as mortes na UE. Nos recorda a Associação Espanhola Contra o Câncer (AECC), com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). “Isso representa 1,9 milhões de mortes a cada ano por câncer e a mesma quantidade de doenças cardiovasculares. Em Portugal, mais de 60.000 pessoas morrem a cada ano por causa do tabaco, o que significa 164 a cada dia”, diz.


A Sociedade Americana de Câncer, destaca-se que nos Estados Unidos cerca de metade das pessoas que fumam morrem devido ao hábito. Além disso, sustenta que o tabaco mata mais americanos do que o álcool, os acidentes automobilísticos, a aids, as armas de fogo e drogas ilegais em conjunto. “Os fumantes de cigarro, morrem mais jovens que os não fumantes. Fumar reduz a vida de fumantes do sexo masculino, cerca de 12 anos e a vida das fumam cerca de 11 anos”, avisa.


Fumar não só causa câncer, diz, já que pode danificar quase todos os órgãos do corpo, incluindo os pulmões, o coração, vasos sanguíneos, órgãos genitais, a boca, a pele, os olhos e até os ossos. “Este mau hábito causa cerca de 30% de todas as mortes por câncer nos Estados Unidos, incluindo cerca de 80% das mortes por câncer de pulmão. Esta doença é a principal causa de morte por câncer entre os homens e as mulheres, e um dos cancros mais difíceis de tratar”, acrescenta.


Além disso, destaca-se que fumar não aumenta somente o risco de câncer de pulmão, mas também é um fator de risco para os cânceres de boca, laringe, faringe, esôfago, rim, colo do útero, fígado, bexiga, pâncreas, estômago, cólon e reto, ou leucemia mielóide. “Os cigarros, os charutos, as sementes e os produtos de tabaco sem fumaça causam câncer. Não existe uma maneira segura de consumir tabaco”, observa a Sociedade Americana do Câncer.


Neste sentido, em uma entrevista com Infosalus, o especialista do departamento de Pneumologia da Clínica Universidade de Navarra, o doutor João Bertó, sublinha a relação causal entre o tabaco e o câncer. “Ninguém pode colocá-lo em dúvida. Particularmente, o tabagismo causa cerca de 90% dos casos de câncer de pulmão em homens, e 80% em mulheres”, precisa.


Além disso, aponta que o risco de câncer de pulmão aumenta com a quantidade de tabaco consumida diariamente, que é chamado o ‘consumo acumulado de tabaco’; em concreto, diz que é o número de cigarros que você fuma por dia, dividido por vinte (cigarros que há em um pacote) e multiplicado pelos anos que se leva fumando. “Desta forma, quanto maior o número de cigarros fumados, e quanto maior for o tempo que se está a fumar, maior o risco existe de câncer de pulmão”, alerta o especialista.


Na opinião do doutor Bertó, o mesmo acontece com o desenvolvimento da DPOC, já que “a maior consumo de tabaco durante mais tempo pior é o grau de doença, causando sintomas, mais invalidez e um maior risco de morte por esta patologia”.


Igualmente, o pneumologista lamenta que a inalação do fumo do tabaco piora patologias respiratórias, como a asma, e, além disso, afeta os pacientes que sofrem de DPOC, a perda exponencial de sua função pulmonar e aumentar o risco de infecções respiratórias.


“O fumo do tabaco aumenta única e exclusivamente o risco de câncer de pulmão, mas os outros cânceres, como o de boca e língua, garganta, esôfago, bexiga, rim, cólon e pâncreas estão em íntima relação com a inalação do fumo do tabaco. E, novamente, a maior quantidade de tabaco e mais anos fumando, maior será o risco de desenvolver esses tipos de câncer”, observa o especialista da Clínica Universidade de Navarra.


A Associação Espanhola Contra o Câncer (AECC) lembram que a fumaça proveniente da combustão do tabaco é composto por cerca de 4.000 substâncias diferentes, 40 delas altamente tóxicas e cancerígenas. “O profissional de suporte pode multiplicar por dez as possibilidades de deixar de fumar. Sem fumar, a vida sabe melhor. Para obtê-lo você precisa de apoio técnico, dicas, empresa e recompensas”, observa.

11 dicas se você está pensando em ficar grávida

Os especialistas dizem que a saúde da mulher durante a gravidez depende, em grande medida, de seu estado de saúde antes da concepção. Além disso, já que o período de maior vulnerabilidade para o embrião são as primeiras 10 semanas de gestação, o conselho reprodutivo durante o período preconcepcional constitui um aspecto importante dentro da assistência pré-natal, segundo os especialistas.

Assim, no Guia de cuidados na gravidez, do Instituto de gestão de cuidados de saúde, ressaltam que planejar a gravidez e cuidar de si mesmo antes de ficar grávida é o melhor que pode fazer a mulher, por sua saúde e de seu futuro filho. “No caso de você gostaria de fazer isso é conveniente que você consulte com o seu médico ou parteira, e assim se detectam possíveis riscos, e são adotadas medidas preventivas que ajudam a que a gravidez se desenvolva de forma mais saudável”, argumenta.

É mais, salienta que esta pergunta é fundamental antes de engravidar, especialmente se você sofre de alguma doença crônica, como diabetes, epilepsia, doenças cardíacas, ou de tireóide, por exemplo. “Nestes casos, se faz necessário um controle mais rigoroso de sua doença, bem como ajustes dos tratamentos”, apostila.

1.- Em primeiro lugar, adverte que a exposição a determinados factores ambientais e trabalhistas , tanto na mulher que deseja engravidar, como no par (radiação, produtos químicos, entre outros), podem influenciar a fertilidade, e em caso de gravidez pode afetar o desenvolvimento do seu bebê. Por isso, recomenda-se consultar o médico do trabalho da empresa, ou do médico de atenção primária, que deve apresentar uma série de dicas para evitar esses riscos.

2.- Em seguida, adverte para o fato de que determinados medicamentos não podem ser tomados durante a gravidez, por ser prejudiciais para o desenvolvimento embrionário. “Daí a importância da visita preconcepcional ao médico, o facultativo adaptar o tratamento à sua nova situação”, salienta.

3.- Enquanto, no Guia de promoção de gravidez saudável do Principado de Astúrias recomendam que, se você está planejando a gravidez, a mulher deve cuidar de si mesmo, como se já estivesse grávida. “Aproveite o momento para levar uma vida mais saudável, evitando o álcool, o tabaco e outros tóxicos. Evite também a automedicação”, precisa.

4.- A Sociedade espanhola de ginecologia e obstetrícia (SEGO) recomendam como “primeiro conselho teórico” não adiar a gravidez, já que as mulheres com mais de 35 anos vem condicionada a sua fertilidade, tendo maiores dificuldades de conseguir a gravidez. “A maioria dos riscos de uma gravidez acima dos 35 podem ser controlados de forma eficaz e com um adequado controle médico perinatal. Os estudos e tratamentos de esterilidade, com o apoio de técnicas de reprodução assistida, ajudam a que os casais com problemas de fertilidade podem ver transformado em realidade o seu desejo de ser pais”, acrescenta.

5.- Por outro lado, recomenda-se realizar um exame de saúde diante da previsão de gravidez.

6.- A SEGO também aconselha a consultar com o ginecologista se em seis meses não ocorreu a gravidez.

7.- Além disso, parece conveniente iniciar os cuidados médicos pré-natais logo que se confirme a gravidez.

8.- Do Ministério da Saúde, Serviços Sociais e de Igualdade, no seu Guia de prática clínica de cuidados na gravidez e no puerpério, sugere-se que as mulheres que planejam a gravidez seguir uma dieta equilibrada de nutrientes, assim como o consumo de sal iodado.

9.- Em mulheres que planejam a gravidez e são fumam ou consomem álcool, assim como outras drogas, são instados a abandonar o seu consumo, e propõem-se intervenções de deshabituación.

10.- Em mulheres que planejam a gravidez recomendam a realização de exercício físico de forma regular.

11.- Finalmente, recomendam a suplementação diária com 0,4 mg de ácido fólico a partir de pelo menos um ou dois meses antes da concepção.

“Em mulheres com antecedentes de defeitos do tubo neural, que tiveram um filho anterior com defeito do tubo neural, são diabéticas ou estão tomando anticonvulsivantes, recomenda-se a suplementação diária com dose de 5 mg de ácido fólico. Certas malformações congênitas, como a espinha bífida e algumas doenças neurológicas em recém-nascido pode ser evitada tomando diariamente um suplemento de ácido fólico. Também para prevenir o retardo mental e paralisia cerebral poderá recomendar suplementos de iodo”, acrescenta.

Ginecomastia

O que é a ginecomastia no homem?

Consiste em um aumento evidente do tamanho das mamas no homem. O tecido que compõe as glândulas mamárias começam a crescer de forma anormal, até atingir um tamanho considerável, este aumento no peito masculino é muito evidente na área do mamilo. Esta patologia pode afetar uma ou ambas as mamas.

Geralmente trata-se de um distúrbio benigno e temporária que surge durante os períodos em que o homem sofre maiores alterações hormonais que podem ocorrer na infância, na adolescência ou na velhice.

Quais são as causas da ginecomastia masculina?

As principais causas da ginecomastia são os problemas hormonais, pode também ser um efeito secundário de alguns medicamentos e a obesidade.

Alterações hormonais

Os homens têm uma composição hormonal que inclui tanto os hormônios masculinos (andrógenos) como femininos (estrogênio).

Os andrógenos são os responsáveis por definir as características masculinas, entre as quais se podem mencionar o crescimento de pêlos faciais, o desenvolvimento muscular e o funcionamento do tecido adiposo.

Então, se existe um aumento de estrogénios ou descida de andrógenos, produz-se uma questão do desequilíbrio hormonal que pode levar ao desenvolvimento de seios no homem.

São três os momentos na vida de um homem em que esta patologia pode incidir:

  • Ao nascer, já que através da placenta e passam estrogênio provenientes da mãe. Calcula-Se que em menos de um mês da ginecomastia
  • Na puberdade, já que o nível de estrogênio aumenta transitoriamente. Tem uma duração de 1,5 a 3 anos, dependendo do caso.
  • Na velhice, devido ao aumento de tecido adiposo, juntamente com a diminuição da produção de testosterona nesta idade. Neste caso, não desaparece.

Uso de certos medicamentos e drogas

O aumento excessivo da mama masculina, está relacionada com certos medicamentos e drogas que são utilizados para tratar outras doenças. Cerca de 10 a 25 por cento dos casos, são-lhe atribuídas ao uso de drogas.

Entre os medicamentos responsáveis por esta condição podem mencionar-se:

  • Drogas para tratar insuficiência cardíaca, como a espironolactona e a digoxina.
  • Alguns fungicida e antibióticos, como o cetoconazol e o metronidazol, respectivamente.
  • Drogas para tratar o câncer de próstata.
  • Os antiácidos, cimetidina.
  • Medicamentos utilizados para tratar pessoas com HIV, como o efavirenz.

Outras causas

A ginecomastia tem muitas outras causas, tais como:

  • Insuficiência renal e necessidade de diálise.
  • Tomar esteróides anabolizantes.
  • O uso de álcool, maconha, metadona e heroína.
  • O passar por tratamento de câncer de próstata e testicular, como a quimioterapia e a terapia de radiação.
  • A síndrome de klinefelter.
  • Sofrer uma tiróide hiperactiva.
  • Ter um tumor que promove a produção de estrogênio.
  • Doenças no fígado, o que se prolonguem por muito tempo, já que favorece o aumento de hormônios femininos.
  • Se submeter a uma dieta severa ou ter desnutrição faz com que os níveis de testosterona caem, podendo ser uma das causas para alguns homens.
  • Em algumas ocasiões, a ginecomastia é o sintoma de outras doenças, como o câncer de mama. Mas é muito pouco comum que um homem sofra desta doença, for considerado necessário rejeitá-lo. Geralmente é evidência de que existe algum tipo de tumor, quando o aumento do tecido mamário é em um só peito.

Causa desconhecida

Algumas vezes a causa da ginecomastia é totalmente desconhecida, no entanto, este diagnóstico deve ser feito depois de uma exaustiva investigação médica para determinar a verdadeira causa da condição.

Sintomas gerais da ginecomastia

  • O principal sintoma é o crescimento visual dos seios no homem, devido ao aumento das glândulas mamarías e do tecido que as compõem.
  • Este crescimento pode causar dor ou simplesmente promover uma maior sensibilidade das mamas.
  • Não haverá secreção ou adenopatías axilares.

Diagnóstico da ginecomastia

Alguns dos procedimentos médicos a que o paciente terá que se submeter para que receba um diagnóstico adequado, são:

  • Exploração física
  • Estudo da história clínica
  • Exames de sangue
  • Exames da função hepática
  • Estudos hormonais
  • Exames de urina
  • Mamografia
  • Consulta com um endocrinólogo

Em primeiro lugar, durante a consulta médica, o paciente terá que responder a várias perguntas, a partir daí, o médico sugere os exames e procedimentos médicos que cria necessários para realizar o diagnóstico da ginecomastia e determinar a sua possível causa.

Se no exame físico detecta-se a existência de massas, é muito possível que existam tumores. Se, além disso, há secreção, é provável que se trate de um câncer de mama. O médico indicará o procedimento a seguir, o qual pode incluir uma ecografia Doppler e um estudo histológico das massas através de uma punção aspirativa com agulha fina – PAAF.

Tratamento da ginecomastia em homens

O tratamento vai depender diretamente da causa. Se o diagnóstico se realiza sobre um homem em fase pubertal e não se verificam outras causas secundárias, o menino deve ficar em observação durante 6 meses no mínimo, para ver se existe uma regressão natural do tecido mamário.

Se você determinou que a origem é por algum fármaco, considera-se a sua suspensão e será substituído por outro medicamento alternativo de ser possível. Estima-Se que, ao deixar de usar durante o primeiro ano da droga, que é a causa da ginecomastia, esta tem muitas chances de ser reversível.

Tratamento cirúrgico

É um processo que é indicado na maioria dos casos. Será o médico quem ajudar a determinar se o paciente é um candidato para este tipo de tratamento.

ginecomastia

Alguns procedimentos cirúrgicos utilizados são:

· Lipoaspiração:

Ajuda a diminuir de forma progressiva o volume de tecido e não produz efeitos colaterais.

· Cirurgia aberta:

Este tratamento consiste em realizar uma incisão ao redor do mamilo, em seguida, procede-se a retirada do excesso de tecido. O cirurgião já tem desenhado algumas marcas sobre a pele, que indicam as áreas que excluir.

· Cirurgia endoscópica:

Consiste em usar um tubo flexível equipado por uma lente de câmera na extremidade e luz, com este instrumento se olha para o interior do seio e, em seguida, se extirpa o tecido excedente, sem a necessidade de realizar uma grande incisão.

10 Coisas para ter um sono melhor!

– você Quer dormir como um bebê e acordar fresco como uma alface e pronto para enfrentar com energia um novo dia? Você não consegue conciliar o sono, de imediato, você acorda a cada certo tempo ou simplesmente não descansa?

Como você, milhares de pessoas sofrem de distúrbios do sono que podem manifestar-se de forma sutil ou representar um problema grave. De qualquer forma, você sabia que muitas das causas que nos impedem de dormir bem têm que ver com os nossos hábitos?

Alguns tipos de insônia também têm que ver com questões hormonais ou problemas de saúde.

Não obstante, antes de determinar que você tem um problema médico, tenta com estas dez dicas para chegar mais relaxado para a cama e que o seu organismo esteja predisposto para dormir melhor.

1. Tome um banho

Tomar um banho morno antes de dormir ajuda o corpo a relaxar. Pelo contrário, tomar um banho frio durante a manhã ajuda a acordar.

Um estudo publicado em 2010, descobriu que pequenas mudanças na temperatura interna do corpo mandam poderosas sinais para o relógio mestre do cérebro, o núcleo supraquiasmático.

Esta região do cérebro é sensível à luz e é especializada em controlar o ritmo circadiano e muitas outras funções corporais (1).

Funciona mandando sinais para o resto do cérebro para que diminua a sua temperatura corporal, à medida que o dia se acaba e começa a anoitecer.

Quando toma uma ducha quente, causando aumentar a sua temperatura corporal, e quando sais de um regador esta baixa ligeiramente, mas de forma rápida.

Isso causa uma reação em cadeia que faz com que o seu cérebro começa a enviar sinais associadas com o sono. Além disso, nadar à noite significa que já não necessita fazê-lo pela manhã.

Leia o nosso guia sobre os 14 benefícios de tomar banho com água fria e porque você deveria tentar

2. Faça Exercício

, independentemente da hora do dia em que o faça, o exercício regular promove uma noite de sono reparador.

Com apenas 20 minutos por dia de atividade moderada a vigorosa podem melhorar a qualidade do seu sono e promover o que os seus níveis de energia durante o dia sejam ótimos, de acordo com um estudo publicado em 2011 (2).

A noção de que o exercício físico antes de dormir interrompe o ciclo natural do sono é um mito, assim, sem problemas, você pode fazer a sua rotina uma ou duas horas antes de deitar.

Leia o nosso guia sobre os 30 benefícios comprovados de fazer exercício e de ter boa condição física

3. Coloque Ordem

Quer que se dê um espaço para lavar os trastes, tirar o lixo ou recolher o tiradero da sala, tomar de alguns minutos a cada noite para limpar o que desordenaste durante o dia pode, de fato, ajudar a dormir melhor.

As tarefas mecânicas de limpeza cancelam a nossa mente, e um ambiente ordenado ajuda-nos sentir mais calma. Além disso, é muito mais agradável por dia em uma casa limpa.

Se você tem problemas para conciliar o sono, tenta fazer seus afazeres domésticos, pouco antes de dormir.

4. Prepara as Coisas para o Dia Seguinte

Seja gentil com o seu “eu” do futuro e faça a manhã mais simples, deixando a roupa que vai colocar a lista (rever a previsão do tempo é uma boa idéia para saber se há que tirar o impermeável).

Assim mesmo, para embalar seu almoço e programar a máquina para que acordar com o delicioso aroma do café recém-feito.

Pensar em tudo o que você tem que fazer ao se levantar se gera estresse desnecessário durante a noite. Deixando pronto tudo o que você vai dormir de melhor humor e com menos ansiedade.

5. Faça uma Lista

Se você tem a sensação de que você não pode relaxar durante a noite, porque a sua mente está muito preocupada com tudo o que você deve fazer no dia seguinte, ou na semana seguinte, ou o resto de sua vida, o problema com o qual você está lidando é um excesso de ansiedade.

Para limpar essas preocupações, que vai distraí-lo de um sono reparador, tenta simplesmente escrevê-las em uma folha, assim você não terá que dar voltas em sua cabeça uma e outra vez, para evitar esquecê-los.

Fazer uma lista ajuda-o a sentir que você tem uma melhor organização e, ao mesmo tempo, permite-lhe fazer catarse para liberar a sensação de que você milhares de brincos que você não está dirigindo.

6. Tome alguns Momentos para Refletir

Sente-se em total tranquilidade durante alguns minutos a cada noite e reflete sobre os eventos que tiveram lugar no dia. O ponto não é ruminar tudo o que não saiu bem, mas concentrar-se em todo o positivo.

Mesmo nos dias mais épicamente nefastos, geralmente, continua a haver, pelo menos, alguma boa razão para sorrir.

Praticar a gratidão consciente, para o interior ou para o exterior e de uma maneira cotidiana, ajuda-nos a sentir mais confiantes, tranqüilos e satisfeitos com a nossa vida.

Tudo isso nos faz não só dormir melhor, também ter melhores relações, gozar de melhor saúde física e ter um melhor desempenho em nossas atividades.

7. Lee

Atualmente, a ciência tem comprovado que, expondo o brilho excessivo da televisão, os celulares e as telas de computadores é prejudicial para a qualidade do sono (3).

Infelizmente, estamos tão habituados a que o último que analisamos é o nosso telefone ou a programação noturna do cabo. É preferível que mudar este ritual pela leitura de um bom livro, um de verdade, impresso em papel.

Leia apenas de 15 a 30 minutos por dia, antes de dormir, te faz mais inteligente, pois aumenta a sua gama de vocabulário e estimula a memória. Além disso, deixar que se absorva o mundo imaginário de um livro de fantasia reduz o estresse de forma substancial.

Por último, a energia que é necessária para a interpretação cerebral de as palavras e os movimentos oculares faz com que muitas pessoas não de sono, o que facilita que se durmam antes.

8. Faça Alongamentos

O estresse pode acumular-se em todo o corpo e recorde-em forma de dor nas costas, tensão no pescoço ou músculos entumidos.

Aliviar toda essa tensão, fazendo alguns alongamentos de yoga antes de ir para a cama não apenas promove o sono e o relaxamento, mas que te ajuda a acordar sentindo-se muito menos sonolento.

Leia também o nosso guia sobre os exercícios de alongamento da região lombar para evitar a dor

9. Ábrele a Porta de animais de Estimação

Os especialistas do sono haviam recomendado por muito tempo, evitar dormir perto de nossos animais de estimação.

De certo modo, é lógico, porque por mais que os amemos, um felino se acomodando continuamente junto a nossa cabeça, ou um cão que ronca sem parar definitivamente nos impedirão dormir tão bem como poderia.

Mas um estudo recente encontrou que deixar dormir os nossos animais de estimação na câmara, poderia de fato ser bom para nós.

A maioria dos participantes do estudo relataram que dormir com seus amigos peludos não atrapalhava seu sono em tudo, tudo o contrário (4).

Poder abraçar-te do teu companheiro quadrúpede pode ser relaxante e reconfortante, assim que, se, geralmente, tomadas de câmara, antes de dormir, tente dar uma chance para dormir junto com você esta noite.

10. Respira

Se mesmo depois de fazer tudo corretamente e praticar bons hábitos de higiene do sono continua sendo incapaz de limpar a sua mente e ficar dormindo, existem outras boas estratégias que você pode recorrer, além de contar ovelhas.

As técnicas de respiração consciente e profunda permite que mais oxigênio circule pelo seu corpo, o que tem um efeito calmante imediato. Os adeptos da técnica de respiração “4-7-8” garantem que pode ajudar você a ficar adormecido em minutos.

Para realizá-la, você só tem que respirar profundamente pelo nariz em quatro segundos, segurar a respiração por sete segundos e expirar lentamente pela boca por oito segundos.

Não é necessário que você aplique as dez técnicas todos os dias para dormir bem, mas tenta com dois ou três para ir vendo qual, ou quais, se funcionam melhor.

Pode, porventura, um algoritmo de saber se você é homossexual, só de ver a tua cara?

algoritmo de reconhecimento facial

Você pode imaginar um mundo em que uma máquina averiguasse se você é gay, lésbica ou hétero só com a analisar as peculiaridades de seu rosto? Isto poderia vir a acontecer se um algoritmo de computador que você acabou de criar uma equipe de pesquisadores da Universidade de Stanford (Estados Unidos), é tão preciso como apregoam seus criadores (à esquerda, uma imagem do sistema em plena “identificação” de supostos traços homossexuais ou heterossexuais).


De acordo com esses cientistas, seu sistema identifica a orientação sexual do sujeito, cujo rosto estuda com um maior índice de acerto do que os humanos. Saber se um homem é gay em 91% dos casos (as pessoas ficamos em 61 %) e se uma mulher é lésbica em 83 %, contra 54% das vezes que ele consegue uma inteligência de carne e osso, de acordo com as provas realizadas ao mostrar os mesmos retratos a um grupo de voluntários.


O trabalho vai ser publicado na revista Journal of Personality and Social Psychology, mas seus autores relataram um rascunho e as conclusões, que criaram polêmica e estão sendo rebatidas tanto por especialistas como por membros do coletivo LGBT (sigla para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).


Uma amostra discutível


As críticas a esta pesquisa baseiam-se na forma em que foi realizado e os pressupostos de que parte. Os autores, Michal Kosinski e Yilun Wang, usaram 130.741 fotos de 36.630 homens e 170.360 de 38.953 mulheres obtidas em um site de relacionamentos americano.


Estas imagens passaram por um filtro de detecção de facesque ficou com as 35.326 fotos mais claras de 14.776 indivíduos, que foram as que analisou o software. Este tem em conta características físicas –como a largura do nariz ou da boca, por exemplo– e outros aspectos, como os adornos, maquiagem e penteado. A partir destes parâmetros, indica a orientação sexual do sujeito em questão.


Os colectivos LGBT protestaram porque as imagens usadas no estudo mostram apenas pessoas brancas e não incluem indivíduos de idade avançada, bissexuais ou transexuais,por exemplo.


Mas também se queixaram porque foram retiradas de uma página web para encontrar um parceiro, onde a maioria das pessoas mostram fotos semelhantes, destinadas a seduzir e não a mostrar a realidade. Em declarações a O País, Jim Halloran, diretor digital da GLAAD, a Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação, indica que “não é surpreendente que pessoas homossexuais que optarem por se inscrever em um site de namoro publiquem fotos de si mesmas com expressões e estilos semelhantes”.

Encontram um elo de ligação entre a homossexualidade e os genes

Você homossexuais por natureza?


Mas o aspecto da investigação que tem recebido mais críticas tem a ver com a teoria que a sustenta. Os autores partem da hipótese de que a exposição do feto a certos hormônios durante a gestação influencia suas inclinações sexuais. Por exemplo, se o bebê é menino e a mãe tem pouca testosterona durante a gravidez, certas regiões do cérebro do feto podem ser menos masculinizadas e aumentar as chances de que ele seja homossexual.


Uma vez que os andrógenos (hormônios sexuais masculinos, entre as quais se encontra a testosterona), que influenciam a formação da face, Kosinski e Wang supõem que os gays terão traços efeminados e as lésbicas masculinizados, um curso com o que têm desenvolvido o seu algoritmo.


No entanto, não existe nenhuma prova conclusiva que aceite esta teoria hormonal pré-natal como principal causa a homossexualidade. De fato, a ciência ainda não sabe se ser gay, lésbica ou travesti é algo que venha marcado apenas nos genes, ou se trata-se do resultado de uma complexa interação entre o DNA, os hormônios e o ambiente.


Além disso, os críticos desta pesquisa alertam do perigo de se desenvolver algoritmos e inteligências artificiais que identifiquem a orientação sexual das pessoas, uma violação da privacidade, que podem levar à discriminação.